015_CA-destaque

030.CD.13 | PT

A proposta pode ser definida como dinâmica. A regularidade da forma é quebrada através do ritmo e da dinâmica que o acabamento exterior permite alcançar, com o revestimento em chapas de ferro perfuradas, que funcionam em determinadas zonas da proposta como uma capa amovível que permite ora a protecção do interior ora a sua exposição e relação com a envolvente.

A proposta caracteriza-se por uma clara diferenciação na forma como se relaciona com o exterior, sendo que a sua área social está intimamente ligada ao espaço envolvente, ao contrário da zona privada que se fecha de forma declarada sobre si mesma permitindo apenas pontuais contactos com o exterior através de uma criteriosa orientação dos vãos. A zona social da habitação pode prolongar-se para o exterior através de grandes áreas envidraçadas, criando um espaço visual de dimensões bastante generosas que engloba não só a sala comum mas também o espaço verde envolvente e o pátio que os liga.

A orientação solar bem como a posição da via pública, a sul do lote, contribuíram para a forma da proposta que acaba por se abrir de forma mais generosa a nascente e por se proteger mais nas restantes direcções.

Tratando-se de um programa de moradia unifamiliar tipo T4, a moradia desenvolve-se em três pisos, um dos quais em cave, contudo esta morfologia não é transmitida para os seus alçados onde surge um elemento saliente, que no contacto entre o piso de rés-do-chão e primeiro andar dilui esse desenho.

Projeto

Habitação Unifamiliar

Promotor

Privado

Arquitetura

João Abreu

Colaboração

João Vasconcelos

Fotografia / 3D

João Vasconcelos

Área

332,00 m²

Localização

Amarante | Portugal

Estado

Em Construção

Ano

2013 –

Privacy Preference Center

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?