086.AD.15 | PT

A matriz que determinou a solução proposta, teve em consideração o desenvolvimento topográfico do terreno e sua forte pendente que se apresenta no sentido Nascente/Poente, as características do edificado envolvente, que varia entre edifícios de habitação coletiva de excessiva volumetria e edifícios de habitação unifamiliar, a sua proximidade à ecopista e reserva ecológica do Vale do Infante e ainda a situação estratégica do terreno cuja localização assume particular importância na imagem da cidade quando se chega a Amarante através da estrada nacional 15.

Face às preocupações consideradas optou-se por criar cinco lotes em sucessivas plataformas no sentido descendente do terreno em cada um dos quais será implantado um edifício cuja escala vai diminuindo à medida que se aproxima da cota inferior do terreno.

Simultaneamente, a relação definida entre a área de implantação dos edifícios e a área dos lotes e o facto da transição entre estes se conseguir através da criação de taludes em terreno vegetal evitando a construção de muros de suporte e “paredes de betão” permitirá que a criação de uma mancha verde significativa que atenuará o impacto do edificado e que por se tratar de espaço verde privado de utilização coletiva não comportará custos de manutenção para o município.

Projeto
Loteamento de Edifícios Multifamiliares
Promotor
Adriparte Imobiliário S.A.
Arquitetura
João Abreu
Luís Salvador
Colaboração
João Vasconcelos
Bruno Soares
Fotografia / 3D

Bruno Soares

Área
21.280,00 m2
Localização
Amarante | Portugal
Estado
Em Projeto
Ano

2016 –